Alexandria Big Data e Globo Esporte se unem para projeto inovador durante a Copa do Mundo

Projeto Alexandria na Copa ouviu – em tempo real – 9.952 torcedores antes, durante e logo após partidas do campeonato

Não foi dessa vez que trouxemos o hexa para o Brasil, mas, com certeza, essa foi a Copa do Mundo mais interativa e participativa que os brasileiros já vivenciaram. Em uma parceria exclusiva com o Globo Esporte, o Alexandria Big Data colocou o seu painel digital em campo e acompanhou em tempo real a opinião dos torcedores sobre o time, atuação dos jogadores, expectativas e, por que não? Decepções.

O projeto Alexandria na Copa contou com a participação de 9.952 respondentes. Foram 44 pesquisas realizadas antes, durante e logo após 13 jogos. “A rapidez das respostas foi fundamental para o bom andamento do trabalho e criação das matérias, que normalmente saíam no dia seguinte ao da pesquisa, mantendo os assuntos quentes. Mesmo com essa velocidade, o Alexandria Big Data conseguiu um bom número de respondentes em todas as enquetes. Além disso, a técnica do painel digital conseguiu dar ainda mais exatidão à pesquisa, já que cada respondente tinha que comprovar que, de fato, tinha assistido ao jogo ou estava por dentro do assunto proposto”, destaca o jornalista do Globo Esporte, Diego Ribeiro.

Para o presidente do Alexandria Big Data, Federico Sader, o sucesso da parceria representa o que de melhor a técnica de painel digital pode oferecer ao mercado privado. “Mais uma vez, a pluralidade de perfis, o alcance geográfico e o conhecimento profundo sobre os integrantes do nosso painel, aliado à nossa tecnologia de ponta, permitiram que as pesquisas refletissem a opinião dos brasileiros, em velocidade recorde”, afirma.

As pesquisas realizadas pelo Alexandria Big Data embasaram diversas matérias publicadas no site do Globo Esporte, como a que comparou a lista de jogadores considerada ideal pelos torcedores para representar o Brasil na Copa do Mundo e aquela anunciada pelo técnico Tite. “Alguns dias antes do anúncio oficial da Seleção, ouvimos a opinião de 2084 pessoas, de todas as regiões do Brasil, para saber a preferência e, no dia que o Tite divulgou, pudemos comparar que ocorreram 19 coincidências, apenas quatro nomes não batiam. Essa publicação de estreia da parceria rendeu ao site do Globo Esporte 320 mil cliques”, explica Federico.

Para o Diego, esse é um exemplo de como a parceria tornou o trabalho jornalístico da equipe do Globo Esporte muito mais rico. “O trabalho da Alexandria foi ótimo para termos um “termômetro” do que o torcedor pensou (e suas variações de humor) durante a Copa. Às vezes, com dados brutos de uma missão só, ou em comparativo com outras missões, conseguimos traçar um panorama geral das opiniões dos brasileiros durante todo o Campeonato. Em meio a material factual e especial, tanto da Rússia quanto do Brasil, as pesquisas serviram como complemento à cobertura da Copa do Mundo”, enfatiza.

O projeto Alexandria na Copa rendeu ao Globo Esporte a publicação de sete matérias, atingindo 550 mil cliques no total. “Sem dúvida alguma, jamais seria possível fazer algo semelhante apenas com pesquisas presenciais. Essa é mais uma amostra do poder e diferentes possibilidades permitidas pelas pesquisas realizadas via smartphones e acompanhadas de uma estratégia de Big Data por trás”, conclui Sader.

Projeto Alexandria na Copa

  • 9.952 respondentes
  • 44 pesquisas realizadas em 13 jogos
  • + de 320 mil cliques em uma publicação
  • Gerou 7 matérias, com alcance total de 550 mil cliques
2018-10-11T11:02:40+00:00