Experiências superam produtos nos desejos para o Dia dos Pais, revela pesquisa

Experiências superam produtos nos desejos para o Dia dos Pais, revela pesquisa

Seja qual for o tipo de pai, se os filhos escolherem presenteá-los com uma experiência ao invés de um produto, as chances de acertar o presente neste Dia dos Pais serão altas. Pesquisa realizada pelo Alexandria Big Data revelou que três dos cinco presentes que eles mais gostariam de ganhar não são presentes físicos.

O primeiro lugar da lista ficou com o item viagens (12,4%), seguido por perfume (8,6%). Almoço/jantar e roupas empatam em terceiro (8,1%), muito próximos de celular (8%) e um passeio (7,3%), em quinto.

Além de identificar os presentes mais desejados, a pesquisa também se aprofundou para descobrir quais as categorias que ficam entre as mais rejeitadas. Assim como o Alexandria descobriu também no último Dia das Mães, o que os homenageados do próximo domingo (12) não querem ganhar de jeito nenhum são utensílios de cozinha, apontados por 20,9%. Cerveja/vinho ocupam o segundo lugar dos mais renegados (11,8%), seguido por massagem (11,1%), camiseta de time de futebol (8,1%) e kits barba/cabelo/facial (6,3%). “Interessante é que os pais demonstraram gostar mais de ganhar perfumes do que as mães e que viagem é uma preferência masculina – o mais votado. Também chamou atenção o fato de vinhos e cervejas estarem listados como presentes indesejados”, comenta o CEO do Alexandria Big Data, Federico Sader.

Mas muito mais do que ganhar um presente, o que a maioria dos pais preferem realmente para marcar esse dia tão especial é sair com a família para o seu lugar favorito (71,4%), ganhando de disparada de qualquer opção de presente (28,6%), mesmo se fosse algo do qual queriam muito. “Assim como no Dia das Mães, não há muita associação espontânea com as marcas que fazem campanhas no Dia dos Pais, ou seja, por mais investimento em comunicação que as mesmas estejam fazendo nesse período, parecem não estar acertando o foco, com exceção de uma marca de cosméticos que teve alto percentual de lembrança nas duas datas comemorativas. A pesquisa também revelou como as experiências/vivências estão sendo valorizadas. Não adianta comprar um super presente e não e comemorar a data juntos”, destaca Sader.

Se a ideia for mesmo fazer uma programação legal, a pesquisa também indica boas opções. Almoço em casa com toda a família (27%) é a melhor opção, seguido por almoçar no seu restaurante favorito (19,2%). Em terceiro lugar no ranking ficou ir a praia (12%), seguido por um passeio no parque (8,5%) e trilha ou passeio na cachoeira (7,3%).

Para a grande maioria dos pais, só o que não pode acontecer é ficar em casa sem fazer nada (23,4%). Curiosamente, ir ao estádio assistir ao seu time do coração jogar também não é uma programação desejada (13,9%). Fecham a lista dos indesejados ir ao teatro/museu (12%), a um show (11,4%) e ao shopping (10,1%).


Perfis*

Tem pai mais vaidoso, tem pai esportista. Tem aquele mais nerd, que não perde um lançamento tecnológico, o amante dos livros e aquele que resolve tudo dentro de casa. Cada grupo demonstrou ter desejos distintos.

Ser presenteado por uma viagem é o principal desejo dos pais Galã (13,9%),Esportista (13,6%)e o Faz-Tudo (12,2%)ficando em um segundo lugar (10,8%) bem disputado na lista dos Intelectuais, onde só perde para roupa (11,5%). Para os Tech, viagem fica em terceiro lugar (8,5%), atrás de perfume (9,9%) e jogo (10,6%), o mais desejado e que só figurou na lista desse grupo.

O segundo lugar geral, perfume, não entrou nos TOP 5 nem dos Intelectuais, nem dos Esportistas, que também não elencaram celular.

Entre os Teche os Intelectuais, também figuram na lista notebook/computador, empatados na quarta posição com celular (7,8% e 7,7%, respectivamente).

Para os Galãs, o celular passa a ser o segundo item desejo (10,9%). Para eles, almoçar no restaurante favorito (25,3%) ainda é melhor do que um almoço em casa (20,5%). Ir ao shopping também passa a figurar entre as cinco melhores programações, com a quarta colocação (10,4%).

Mesmo entre os Esportistas, ir ao estádio ver o time jogar no Dia dos Pais não é uma opção desejada, ocupando o segundo lugar nas rejeições (13,8%), perdendo apenas para a opção ficar em casa sem fazer nada (24,4%).

Fugindo ao desejo geral, os pais Faz-Tudo gostariam, sim, de ganhar uma camisa de time de futebol de presente (8,7%). Aliás, esse desejo ficou num terceiro lugar muito disputado com a segunda opção, empatados por perfume e roupa (8,8%). Também acrescentam uma nova categoria na lista do que não querem ganhar: livros e filmes (6,7%) – em quinto lugar.

O Alexandria Big Data ouviu 1819 pais para identificar como eles gostariam de comemorar essa data especial, qual seria o presente ideal e, claro, o que eles não gostariam de ganhar de jeito nenhum. A pesquisa foi realizada via painel digital entre os dias 27 de julho e 02 de agosto e a amostra ficou assim dividida: + 50 anos = 5% / 35-49 anos = 50% / 25-34 anos = 39% / 18-24 = 6%.

2018-08-13T18:14:15+00:00